Loading

Fernanda R-Mesquita

fmaria1961@gmail.com

Lágrimas- poesia

Gotinhas húmidas e transparentes

queimam o meu rosto cansado!

Mas não são lume!

São lágrimas fortes e quentes,

são um grito silenciado

num silencioso queixume.


São um livro fechado

tão quase depois de o abrir,

são o poema inacabado

que a meio quis partir.


E nessa lágrima transparente,

nesse silencioso queixume,

morreu o sorriso inocente

numa gotinha quente

que queima sem ser lume!



Fernanda R-Mesquita